Análise do Lenovo Tab M11

A Lenovo tem uma longa história de excelentes tablets e se destacou no mercado mais barato com suas soluções Android. Hoje analisamos o Tab M11, que tem alguns truques na manga.

Embalagem
Dentro da embalagem de papelão deste Lenovo Tab M11, temos um cabo USB-C/USB-C e uma Caneta Tab, a caneta de precisão (alimentada por pilhas AAA) da Lenovo. Uma novidade maravilhosa considerando que praticamente nenhum concorrente de qualidade oferece esse acessório em uma embalagem nessa faixa de preço.

Construção e Ergonomia
O Lenovo Tab M11 é um tablet com as dimensões e proporções certas. É provavelmente um dos formatos preferidos para um tablet. É sutil (7,55 mm), leve (465 gramas) e as molduras ao redor da tela são o compromisso certo entre tamanho e praticidade. O tablet não possui certificações contra água e poeira, mas ainda parece muito bem construído, apesar de ser inteiramente feito de plástico, para manter o preço e o peso baixos.

Hardware
A ficha técnica deste Tab M11 é no geral modesta. Temos um processador Helio G88 octa core com processo de produção de 12 nanômetros e GPU Mali G52 MC2. A RAM equivale a 4 GB e está em tecnologia LPDDR4X enquanto a memória interna está disponível na Itália apenas na versão de 128 GB. Infelizmente está na tecnologia eMMC 5.1, que é desatualizada e lenta.

Programas
A Lenovo instalou sua própria personalização do Android baseada no versão 13, infelizmente atualmente atualizado apenas com os patches de maio de 2023. Um pouco curto. A empresa promete embora 2 anos de novos lançamentos de software e atualizações de segurança até 2028. Provavelmente não serão muito oportunas, mas ainda assim agradecemos o esforço.

Autonomia
Este tablet Lenovo tem uma bateria disponível 7.040mAh o que lhe garante uma boa autonomia. Isso equivale a cerca de dois dias de uso no “sofá”, ou seja, não como dispositivo principal, mas como dispositivo secundário para verificar e-mails, notícias e assistir vídeos de casa. O carregamento não é particularmente rápido, visto que para em 15W.

Preço
O Lenovo Tab M11 é vendido em Itália por 229€, um bom preço se considerarmos a singularidade da caneta incluída na embalagem. A versão 4G custa um pouco mais, apenas 269€. Excelente para quem quer um tablet para usar em trânsito.

Julgamento final
A Lenovo criou um produto único com este M11. A primeira é a inclusão da Tab Pen que permite fazer anotações e trabalhar com mais facilidade em determinados contextos. A segunda é a disponibilidade de uma versão 4G, mantendo o preço geral baixo. Não é um raio, mas você queria um tablet com caneta que também pudesse ser um bom companheiro multimídia, talvez você o tenha encontrado.